segunda-feira, 27 de junho de 2011

Ragu de coelho do Emeril


Uma receitinha deliciosa para os dias frios, ideal para acompanhar um vinhozinho, que testamos e aprovamos: Ragu de coelho do chef-celebridade Emeril Lagasse.

Ela demora horas pra ficar pronta, mas o resultado é encorpado, saborosíssimo, demais! Servimos com tagliatelle, mas acho que um papardelle ou outra massa chatinha vai muito bem também!


Receita aqui.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Maria Brigadeiro


Essa loja, já conhecida da galera ligada em gastronomia de São Paulo, é linda, fofa, e, claro: vende brigadeiros fresquíssimos, delicados, de-li-ci-o-sos! São caros (R$ 3 a unidade pequenininha), mas valem a prova!

Na foto, uma maravilhosa degustação de 10 dos vários sabores disponíveis. Os melhores: pistache, noir crocante e peanut-butter (que mais parece paçoquinha-diliça). Os que decepcionaram: rum e cachaça, que das bebidas não tinham absolutamente NADA! Peninha...

Ah, sim: na loja, os docinhos são vendidos por unidade ou em embalagens elegantes. Falta apenas oferecerem um cafezinho para acompanhar, para quem quiser comer ali mesmo.

Maria Brigadeiro
www.mariabrigadeiro.com.br
Rua Capote Valente, 68, Pinheiros. F: 3085-3687.

terça-feira, 15 de março de 2011

Boeuf Bourguignon


Voltando com uma receita boa para os dias chuvosos e friozinhos, e perfeita para sonhar com uma linda viagem enogastronômica para a Borgonha, na França. Um delicioso Boeuf Bourguignon, versão simplificada, mas deliciosa, da Food and Wine Magazine. Os preparos precisam começar na noite anterior, mas o resultado vale a pena!

AQUI, a substanciosa receita.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Congelados!

Estamos longe do blog há quase três meses! Isso se deve a falta de tempo, sim, mas também a um certo desânimo... Queremos inovar, mas ainda não sabemos como: se continuamos as postagens do jeito que sempre foram, se ampliamos a gama de assuntos tratados nesse espaço, se desistimos de tudo e partimos para outra... Enfim!

Mais um tempinho e decidiremos o destino do COMER, BEBER, VIVER! Aguardem!

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Famiglia Grandi Osteria


Uma das coisas mais interessantes sobre a Famiglia Grandi Osteria é que ela foge um pouco do modelo das cantinas da cidade. A decoração é menos carregada, o cardápio não é tão básico e a comida é sensivelmente melhor do que a média. Num domingão ensolarado desses, fomos conhecer a casa, aberta há poucos meses.

Bem acomodados no salão superior, recebemos um cesto caprichado, cheio de pães acompanhados de manteiga (R$ 4,00). Como o dia estava beeeem quente, antes dos pratos, pedimos umas cervejas Paulistânia (R$ 9,00). Nada de espetacular, mas a cerveja estava leve, saborosa e veio geladinha.


Pedi o agnolotti recheado de queijo de cabra e bresaola ao molho de tomate com manjericão fresco (R$ 35,00) e a Luana, o pappardelle al ragu di agnello (R$ 28,00). O ponto do agnolotti estava joia, o molho ótimo, mas, sinceramente achei o recheio um pouco enjoativo. Vale experimentar, mas não é algo que eu repetiria tão cedo... Garfei um pouco do prato da Luana e achei muito bom, com carne abundante e saborosa e massa fresca.


Apesar dos pratos serem supostamente individuais, a comida é farta. Como não resistimos a uma bela porção de pão italiano na entrada, uma sobremesa nos pareceu demais para o dia. Tomamos só o cafezinho, que não estava lá muito bom, e pedimos a conta. De qualquer forma, o restaurante merece sim novas visitas e, quem sabe, provamos um docinho da próxima vez...


Famiglia Grandi Osteria
www.famigliagrandi.com.br/
Rua Cunha Gago, 864, Pinheiros. F: 3814-1106.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Henriques's Mexican


Numa noite bastante divertida, acompanhados de amigos e sem pressa para ir embora, conhecemos o simpático Henrique's Mexican, que não escapa da fórmula de muitos Tex-Mex espalhados pela cidade, mas que ganha pontos pelo ambiente despretensioso e agradável, pela boa comida e pelos preços ótimos.


Chegamos meio cedo demais e tivemos que esperar tomando umas no boteco ao lado, o "Poço da Onça" que, aliás, tem uma rabada de aparência espetacular e merece uma visita em breve... Mas, enfim, lá pelas 20h, entramos no Henrique's e começamos com uma porção de Chili con Nachos (R$ 20), bem servidinha, e com algumas rodadas de Sol importada (R$ 5 cada) e de Dos Equis (a R$ 6) geladas na medida.


Quando a segunda leva de amigos chegou, pedimos o prato de burritos de carne (R$ 23), que serve bem a duas pessoas e agradou.


Mais tarde, tomado pela gula pedi uma polpuda enchillada (R$ 24) que peca (na minha opinião) pelo tempero leve demais. Em compensação, a casa conta com algumas variedades pitorescas de molho de pimenta, desenvolvidas no próprio restaurante. Tão fortes quanto saborosos, os molhinhos são um atrativo extra.


Fechamos com uma Crepa Henrique's (que custa uns dez reais, mais ou menos), que é uma panqueca aquecida recheada de chocolate em pedaços, acompanhada de sorvete de creme e calda. Bem doce, mas sem ser enjoativa.


Mesmo não tendo muitas opções no cardápio é um lugar ideal para ir com amigos, deixar as preocupações do lado de fora e passar a noite toda comendo e bebendo bem. Para quem curte, eles também funcionam com sistema de rodízio no jantar e, às vezes, rolam apresentações da banda de mariachis do dono do estabelecimento. Sensacional.


Henrique's Mexican
www.henriquesmexican.com.br
Avenida Morumbi, 8215, Brooklin. F: 5096-6696.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Vitrô


Comemos bem (mas não saímos transbordando de comida), provamos entradas, principais e sobremesas, e a conta ainda saiu legal. Sim, foi em São Paulo! O "segredo" foi jantar no Vitrô, restaurante aberto recentemente em Moema pelo chef Fred Frank.

Chegando lá, boas surpresas. Ambiente arejado, com bastante espaço entre as mesas e decoração agradável e sem exageros, bom pra ir a dois ou em família. Outra coisa que adoramos foi a "trilha sonora". É muito bem pensada e vai do jazz ao pop, sem nunca soar esquisita.

De entradas, dois sucessos. Eu pedi o Gnocchi Romano com Creme de Parmesão e Linguiça de Javali (a R$ 22,00), que é uma delícia e não tenho do que reclamar. A Luana pediu o Steak Tartare Clássico com Brazilian Fries (R$ 25). O prato estava ótimo, muito bem temperado e, ainda assim, leve. Veio acompanhado de mandioquinha, mandioca e batata doce fritas.


Em seguida, pedi o Filet Mignon de Porco, Torresmo e Purê de Maçã com Maracujá (R$ 34). Arrisquei e ainda pedi mal-passado. Não fui decepcionado em nada. O porco veio perfeitamente rosado e saboroso, e o purê de maçã com maracujá é equilibradíssimo: nem muito doce, nem azedo. A Luana pediu o Gnocchi de Mandioquinha com Costela “Minga” Desfiada (R$ 35). Nem consegui experimentar, mas, segundo ela, estava muito bom, com gosto caseiro. Acompanhando, o sul africano Dukesfield Pinot Noir (R$ 81).

As sobremesas também estavam ótimas. Escolhemos um Brownie Vitrô (R$ 15) e um Mil Folhas de Limão com Merengue Italiano e Calda de Siciliano (R$ 15). O mil folhas estava bom, muito bem executado e agradou. O brownie é um caso a parte. É uma taça de brownie (com gostinho brigadeiro) picado que acompanha sorvete, farofa, calda de chocolate e creme batido. Uma delícia!


O mais legal é o equilíbrio entre o tamanho da porção e o preço, que permite provar várias coisas sem pesar muito no estômago, e sem gastar todo o seu dinheiro. Virou um favorito. Vale muito a pena experimentar!

*Fotos gentilmente cedidas pelo restaurante.

Vitrô Restaurante
www.fredfrank.com.br
Avenida Juriti, 429, Moema. F: 5051-6833.