sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Häagen Dazs

Final de noite adocicado na Häagen Dazs dos Jardins. Luana: vanilla caramel brownie + strawberry + dulce de leche, cobertos de amêndoas laminadas e black chocolate fudge; Marcio: raspberry sorbet + belgian chocolate + raspberry coulis. Como sempre, nota 1000!


Preços:

1 bola: R$ 8,00
2 bolas: R$ 13,00
3 bolas: R$ 17,00

Cada cobertura: R$ 2,00

Sorveteria Häagen Dazs
http://www.haagendazs.com.br/
Rua Oscar Freire, 900, Jardins. F: 3062-1099.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Pé pra Fora


Um de nossos botecos preferidos em Sampa, o Pé pra Fora é realmente espetacular. Do lado do metrô (Vila Madalena), com terraço coberto, enorme e despojado, público diversificado e descontraído, porções fartas e deliciosas, cerveja estupidamente gelada. Ah, claro, como todo boteco que se preza, tem também a indispensável TV ligada no futebol, samba com feijoada aos sábados, e garçons não tão amigos – a não ser dos clientes assíduos, o que infelizmente ainda não é o nosso caso.


Para apresentar de maneira fiel o bar a vocês, caríssimos leitores, iniciamos a deliciosa noite com uma Original trincando de gelada (R$ 5,80) e a porção mais famosa da casa, “Delícia do Pé” (R$ 13,00 a meia, com 6 unidades). Trata-se de bocadinhos de peito de frango passados numa espécie de creme branco, empanados e fritos como coxinhas. Deliciosos, sequinhos, bem temperados – a típica comida de boteco bem feita!


Depois, com mais uma Original na mesa, não resistimos e atacamos meia da nossa porção preferida do Pé: filé mignon na chapa, coberto com muito catupiry, e alho extra (R$ 22,40 a meia). Como se não bastasse a belezura da carne macia e bem temperada fumegando na chapa, a porção ainda vem acompanhada de pão francês e vinagrete. Ah, e eles não cobram nada pelo pote enorme de alho extra que torna a porção divina e inesquecível!


Sem mais palavras, aconselhamos a todos os leitores, amantes ou não de botecos, a ouvirem nossos conselhos, e aparecerem por lá. Vale mesmo, inclusive no começo da noite, depois de um dia estafante de trabalho!

Pé pra Fora
www.pepraforabar.com.br
Av. Pompéia, 2517, Sumarezinho. F: 3672-4154.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Sorbet de acerola


Depois dos gelados naturais de maracujá e pitanga, e sempre melhorando as receitas e atingindo resultados mais legais a cada nova tentativa, nossa última investida foi num sorbet de acerola. Com um carregamento de frutas frescas, fizemos a melhor receita de sorbet até agora, com nossa super máquina, um pouquinho de água e, mais uma vez, adoçante – que descobrimos ser muito melhor e realçar mais o sabor da fruta, do que açúcar.


Receita

[Ingredientes]
1 quilo de acerolas frescas descaroçadas
1 xícara de água
Açúcar/adoçante a gosto

[Preparo]
Limpe bem, remova os talos e, pacientemente, extraia a polpa das acerolas. Para isso, pegue uma faca pequena e bem afiada e vá cortando em volta dos caroços, tomando cuidado para não cortar a semente. Depois pegue essa polpa, bata no liquidificador com a água até ficar uma mistura homogênea, e adoce a gosto. Finalmente, ligue a máquina de sorvete e despeje tudo dentro.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Parrilla Argentina


Noite dessas, ávidos por carne de primeira, rumamos para a Vila Guarani, atrás da boa Parrila Argentina. O local, já conhecido e aprovado antes, é simples, familiar e muito agradável. Com três ambientes – fumantes, não-fumantes e área externa, mesmo encontrando a casa cheia, deu para arrumar um bom lugar. O único problema que tivemos, logo de cara, foi com o horário de funcionamento. Chegamos pouco depois das 22h, e fomos gentilmente avisados pelo simpático garçom que a grelha seria desligada dali a poucos minutos. Assim, tivemos que correr com os pedidos, e ficamos meio afobados na hora de comer. Chato, mas nada que acabasse com a qualidade de todo o resto.


De entrada, pedimos empanadas de carne picante e de queijo com cebola (R$ 3,80 a unidade pequena). Que delícia! Sério: massa fininha, recheio farto e muito bem temperado, é um achado glorioso entre os salgados do gênero. Não deixe de prová-las! A bebida da vez foi nossa saudosa Serra Malte (R$ 6,60), que pecou por não estar na temperatura ideal. Mas veio em um bom balde de gelo, o que minimizou o inconveniente.


Para comer, bife de chorizo (R$ 42, porção de 450 g in natura) ao ponto para -, acompanhado de batatas a la provenzal (com alho e salsinha – R$ 10,00) e abobrinhas grelhadas (também com MUITO alho – R$ 8,00). A carne veio farta, sangrenta e macia. As batatas, sequinhas por fora, macias por dentro, estavam deliciosas. E a abobrinha é outro achado importante e imperdível do restaurante.


Terminamos o jantar com um bom almendrado (R$ 7,60), banhado numa deliciosa calda de chocolate que, pelo que tudo indica, leva Nutella. Bom, muito bom!


A Parrilla Argentina é um lugar super simpático, sem frescuras, ideal para uma ótima noite com amigos ou em família. E, ainda por cima, não se gasta tanto quanto em outros restaurantes da mesma linha “churrasco típico porteño”.


PS: O cardápio do restaurante é todo ilustrado, ou seja, você confere imagens do que será servido antes de pedir. Além de diferente, ajuda muito ver “a cara” do rango antes de escolher. E a carta de vinhos, mais que completa, é também ilustrada com os rótulos dos bebíveis, além de conter curiosidades como acidez e prêmios recebidos por cada um.

Parrilla Argentina

www.parrillargentina.com.br
Rua Prof. Sousa Barros, 493, Vila Guarani. F: 2577-6616.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Kebab Salonu


Um lugar bem agradável. Assim podemos definir o restaurante Kebab Salonu, ponto relativamente novo e disputado em meio a muvuca da Rua Augusta.

Bem ambientado (música baixinha, ar-condicionado em temperatura decente, iluminação boa), calmo e com bom atendimento, o restaurante tem um cardápio grande e diversificado, que mistura influências turcas, indianas e árabes, com diversas opções de entradas, principais, sobremesas e drinks, tanto alcóolicos, como sem álcool.


Iniciamos o jantar com uma Kibbeh Falafel Mezze, porção com kibes de carne, de batatas e falafel, acompanhados de um molhinho a base de gergelim (R$ 20,50). Bem gostosos e temperados, abriram muito bem a noite. E combinaram perfeitamente com o delicioso e imperdível Frozen Lassi de manga (frozen iogurte batido com manga e caramelo de açúcar mascavo - R$ 7,90) e a refrescante limonada com romã (R$ 4,80).


Na hora dos principais, a pedida foi o clássico Shish Kebab de cordeiro (carne de cordeiro, tomate, cebola, coalhada seca e especiarias - R$ 23,00) e uma porção de batatas fritas com zaatar (R$ 11,00). Dividimos o lanche, por termos detonado a porção grandona antes. E deu certo, pois o kebab também é bastante generoso.

Fechamos com mais um Frozen Lassi, desta vez de maracujá. Sucesso!


Kebab Salonu
www.kebabsalonu.com.br
Rua Augusta, 1416, Consolação. F: 3283-0890.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Ici Bistrô


Adoramos um restaurante francês. E, numa afortunada noite, fomos ao excelente Ici Bistrô, em Higienópolis. Já conhecíamos e adorávamos o lugar. Ambiente super aconchegante, serviço discreto e correto, meia luz, música agradável, varanda linda no segundo andar, pratos muito bem apresentados e saborosos… Enfim. Nessa nossa segunda visita, mais uma vez tudo estava ótimo, de acordo com o esperado.

Para começar, o simples e saboroso couvert (R$ 8,90 por pessoa), que inclui cestinha de pães (brioche de cebola quentinho!), pasta de beringela, bolinhas de queijo de cabra e manteiga. Nada mais. Também, não precisa!


A bebida, deliciosa e ótimo achado, foi o perfumadíssimo Terranoble Sauvignon Blanc (R$ 66,00). A cada gole, um suspiro de satisfação! O aromático chileno já entrou para nossa lista de imperdíveis.

Os principais:

Luana: atum semicru em crosta de gergelim com raiz forte, molho de gengibre e purê de batatas (R$ 45,00). Isso sim é atum que se apresente! No ponto exato, colorido, saboroso, banhado num molho que super combinou com tudo. Uma pena foi o excesso de casca no purê, que deu um amargor desnecessário ao acompanhamento.


Marcio: risoto trufado com cogumelos (R$ 47,00). Apesar de não estar no mesmo nível (por pouco) dos da Risotteria, o prato é outra grande pedida. O ponto estava muito bom e os sabores dos diversos ingredientes aparecem sem se sobrepor uns aos outros. Também vale dizer que a porção é bem generosa, sendo que existe até uma meia porção para quem não quer se esbaldar.


Na hora da sobremesa, dividimos profiteroles com sorvete de creme e calda de chocolate (R$ 14,00). Divino, e altamente recomendável! Não podemos deixar de contar que, na primeira visita, provamos a imperdível torta de chocolate amargo belga (R$ 15,00). No Ici, o difícil é se decidir pela melhor sobremesa, e se contentar com apenas uma!


O restaurante é ótimo. Se você é fã dos bistrôs e ainda não conhece, coloque na lista!

Ici Bistrô
www.icibistro.com.br
Rua Pará, 36, Higienópolis. F: 3257-4064.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Sorbet de pitanga


Em nossa onda de comida saudável faltava apenas uma sobremesa legal, então aperfeiçoamos a receita usada no nosso sorbet de maracujá e aplicamos em um quilo de pitangas recém-colhidas. Para tirar a culpa do doce, utilizamos adoçante em pó – em quantidades mínimas –, só para realçar o sabor da fruta.

É bastante simples e, apesar de render pouco, fica muito bom e fortão, lembrando até os deliciosos sorvetes do Mil Frutas.

Receita

[Ingredientes]
1 quilo de pitangas frescas
½ xícara de água (para ajudar a bater a fruta)
Açúcar/adoçante a gosto

[Preparo]
Limpe bem, arranque as folhas e descaroce as pitangas uma por uma. Em seguida, acrescente a água e bata no liquidificador até formar um verdadeiro purê de fruta, bem homogêneo. Depois adoce a gosto e bata mais até que o açúcar (ou adoçante) fique completamente integrado. Finalmente, despeje tudo na máquina de sorvete e seja feliz.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

A Chapa


Este belíssimo hambúrguer da foto acima não vale o que pesa. Acredite: o Cheddar Monster Burger Salada (R$ 19,20), sanduíche concorrido da tradicional lanchonete A Chapa, só pode ser considerado uma piada. A carne, industrialmente formatada, não tem gosto de nada, é muito passada, e tem todo o jeitão de hambúrguer congelado. O queijo cheddar, generoso, também não tem sabor – nenhum. Muito, muito desagradável.


As batatas fritas com casca, Country Wedges (R$ 11,00), vieram corretas e em porção satisfatória.


Já o Oreo Milk-Shake (R$ 9,50) completa o pacote dos “sem sabor e sem identidade”. Fiasco.

A Chapa
www.achapa.com.br
Alameda Santos, 24, Jardins. F: 3289-0011.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Curry vegetariano


Para receber uma ilustre visita, preparamos um almoço de domingo pouco convencional. Arroz thai, lentilhas levemente picantes e, para o principal, um revigorante curry vegetariano, composto de couve-flor, batatas e ervilhas. A receita original (que pode ser lida aqui) levava uma série de condimentos, como cúrcuma, cominho e coentro, que, pela praticidade, foram substituídos pelo poderoso curry em pó ‘India’. Vale dizer também que a quantidade de sal na receita é bem timida, e pode ser ajustada.

Para dar o toque dos artistas, colocamos 1/3 de uma caixinha de creme de leite ao final da receita, para deixar tudo mais suave. Acertamos.


De sobremesa, a simples e deliciosamente azedinha torta de limão da Lulu (receita ao final do post), preparada na noite anterior, para que ficasse bem gelada na hora do almoço. Embora generosa, a torta quase acabou em instantes…

*Este menu tem preparação simples e rápida, e cativa pela multiplicidade de sabores, que vão desde o suave arroz thai até os intensos lentilha picante e perfumado curry de vegetais.

Torta de limão da Lulu

[Ingredientes]

2 latas de leite condensado
3 limões grandes
1 pacote de biscoito de maisena
2 colheres de sopa de manteiga
Raspas de limão para decorar

[Preparo]

Bata o pacote de biscoito maisena no liquidificador, formando uma farinha grossa. Em uma vasilha, junte a farinha as colheres de manteiga, amassando e misturando bem, até que tudo fique meio úmido. Espalhe esta massa numa assadeira, deixando fina, e depois coloque no forno por 8 minutos, para cozinhar delicadamente. Reserve.

Numa vasilha funda, misture o leite condensado e o suco coado dos limões. Espalhe a mistura por cima da base de biscoitos, polvilhe as raspas de limão, e deixe na geladeira, até a hora de servir.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Forneria San Paolo

Para um jantar rápido de domingo, demos um pulo numa das ruas mais badaladas da cidade para conhecer a Forneria San Paolo, casa do empresário e "play" João Paulo Diniz que serve sanduíches, pizzas, saladas e massas. Eleita pelo 2º ano consecutivo como “o melhor sanduíche paulistano” (massa de pizza assada no forno a lenha e bem recheada), o negócio prometia.

O clima do lugar é de pré ou pós balada, dependendo de onde e quando você chega. Escurinho além da meia luz e música de discos dos anos 70 e 80 provam a teoria. O público é total arrumadinho. Mas também, em um local onde o preço médio de um sanduba é de 30 reais, não se podia esperar outra coisa.

O atendimento, por sua vez, é bastante agradável, e nos deixou confortáveis, mesmo sabendo sermos peixes fora d’água no lugar.

Pedidas:

Luana: Panini de Rosbife (Rosbife, mussarela e tomate - R$ 33,00). Massa de pizza moldada na forma de pão sírio, rosbife delicioso de mignon, temperado com diversos condimentos, inclusive alecrim, queijo de primeira, bem derretido e em quantidades ideais, tomate madurinho picado… Delícia!


Marcio: Forneria Especial (Hambúrguer de picanha, coberto de cheddar, acompanhado de batatas fritas – R$ 35,00). O sanduíche, moldado em massa de pizza, estava impecável, mas as batatas pecaram pela “dureza”.


Acabamos com um Tre Chocolate (R$ 15,00), torta mousse de três chocolates bem ruinzinha, no melhor estilo sobremesa-industrializada-vendida-em-rodízio. Pena. O pior é que o doce, segundo o garçom, é do mesmo fornecedor que atende todo o grupo Fasano… Assustador.


Obs: Bebemos água e refrigerante, já que o chope é Primus.

Forneria San Paolo
http://www.fasano.com.br/
R. Amauri, 319, Itaim. F: 3078-0099.

Homenagem ao Big Bi II - Limonada com framboesas


Mais uma deliciosa bebida natural, inspirada nas limonadas americanas. Bata no liquidificador o suco de dois limões sicilianos com 500 ml de água gelada, ½ xícara de framboesas congeladas e açúcar/ adoçante a gosto.

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Sopa de cenoura com gengibre

Não falamos que íamos investir nuns comestíveis mais light, para manter a linha? Estamos mandando ver, e sem abrir mão de sabor e originalidade!

Nesses dias frios da p. em Sampa, mandamos ver numa sopa de cenoura com gengibre. Deliciosa, nutritiva, levinha… E o melhor: vamos dar a receita pra vocês!

Sopa de cenoura com gengibre

[Ingredientes]

500 g de cenoura picada (aproximadamente 5 unidades médias)
2 colheres de sopa de requeijão light
½ gengibre descascado e cortado em pedacinhos
1 cebola bem picada
1 colher de sopa de manteiga sem sal
1 litro d’água
Sal a gosto

[Preparo]

Cozinhe a cenoura com pouca água, até que esteja macia, porém firme. Bata no liquidificador com a própria água do cozimento, mais a quantidade necessária para completar um litro. Também junte o gengibre. Reserve.

Refogue a cebola picada na manteiga e, quando estiver transparente e cheirosa, acrescente o purê de cenoura e gengibre, previamente coado. Acrescente o requeijão, mexa bem, acrescente sal a gosto e deixe cozinhar com a panela aberta, até que a sopa atinja o ponto de sua preferência.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Trivial revisitado


Cansado do bife acompanhando o arroz com feijão de cada dia? Tente essa dica: carne moída com milho verde e banana, gratinados ao forno.

Fácil e muito boa! Comida de mãe, mesmo.

[Ingredientes]
400 g de carne moída na hora
1 lata de milho verde
1 lata de tomates italianos pelados
3 bananas nanicas, cortadas em fatias
mussarela para gratinar
1 cebola pequena picada
1 colher de sobremesa de alho picado
Oleo para refogar
Um punhado de salsinha bem picada - opcional
Quanto baste de sal

[Preparo]
Em uma panela media, refogue a cebola no óleo. Quando estiver dourada, junte a carne moída já temperada com o alho picado e o sal. Cozinhe em fogo médio e, quando a carne estiver cozinhando e soltando água, junte o milho verde escorrido. Cozinhe um pouco e, quando a água começar a secar, junte os tomates previamente batidos no liquidificador. Ao final do cozimento, adicione a salsinha.

Coloque a mistura em um refratário largo e, em seguida, distribua as fatias de banana por cima, cobrindo tudo. Finalmente, polvinhe com mussarela (prefira ralada) e leve ao fogo médio por tempo suficiente para o queijo derreter e começar a corar. Sirva com arroz e feijão.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Comida cura-doente

Exagerar no vinho de estômago vazio = azia e podrera no dia seguinte. Para curar o corpo e salvar o dia, comidinha “quase light”: Mini penne com shiitake na manteiga e salsinha. Simples assim. E revigorante!

Homenagem ao Big-Bi - pt. 01


Muitos exageros alimentares e, principalmente, alcoólicos, estão acabando com nossa saúde. Com “medo” do que pode vir pela frente, resolvemos adotar itens mais saudáveis no dia-a-dia. Em nossa primeira tentativa, conseguimos sucesso medonho com um maravilhoso suco de manga-rosa com framboesas. Faça assim: bata no liquidificador duas mangas-rosas médias, com uma xícara de framboesas congeladas, e 350 ml de água gelada. Adoce a gosto.

PS: Esperamos que nossas investidas num mundo culinário mais saudável continuem valendo por algum tempo... Vamos tentar, mas garantir já é outro negócio!

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Sujinho


Domingo é dia perfeito para acordar tarde e cometer “pequenos” abusos alimentares. Nesse espírito, acabamos no Sujinho, um dos nossos lugares preferidos para uma farta refeição na cidade.

Como o movimento é maior aos finais de semana, esperamos vagar uma mesa numa área enorme e lotada, enquanto curtíamos uma porção de gorduchas batatas portuguesas (R$ 8,58), bem acompanhadas da tradicional Original gelada (R$ 5,20). É bom alertar que essa área enorme em que ficamos é uma das várias de que o restaurante dispõe, tamanha a procura do povo esfomeado por um lugar no delicioso restaurante.


Pouco depois, já instalados no salão super concorrido do segundo andar, pedimos mais uma Original e um gigantesco Filé Mignon à Cubana (filé a milanesa, brócolis, banana, abacaxi e palmito empanados, arroz, e muita, muita batata frita – R$ 41,98). Haja saúde! E não foi só. Completamos o pacote com uma porção de feijão (forte e bem espesso, nhami! – R$ 6,80).


O Sujinho é um clássico imperdível de São Paulo. Comida ótima (nosso feijão preferido!), porções fartas, preços honestíssimos, galera animada, público variado. O melhor: nada de frescurites.

Só lembre de levar dinheiro ou cheque, pois a casa não aceita cartões de crédito/ débito.

Sujinho
http://www.sujinho.com.br/
Rua da Consolação, 2068. F: 3231-1299.